• CMurville

PUREZA


A sala de visitas da vovó parecia um museu. Tinha estatuetas diversas, gregas, egípcias e indianas, vasos chineses antigos, louças finas e potes de cristal em exibição sobre a estante, uma variedade enorme de peças decorativas e de bibelôs dignos de colecionadores, além de pratarias que haviam pertencido a alguma família real. Havia ali até uma adaga, quem sabe dos tempos de Matusalém, sem contar os quadros, os tapetes e os móveis do século passado.

Vovó cuidava com muito zelo de tudo que havia agregado à sua aura ao longo da vida. Era apegada às suas coisinhas, que atestavam o quanto entendia de arte e cultura, reafirmando sua condição de matriarca respeitável e influente, com posses e nome a preservar. Logo, era terminantemente proibido criança brincar na sala ou mesmo passar por ali desacompanhada.

Porém, um dia, apareceu o netinho com um cabo de vassoura. Ele era um super-herói, tinha espada, poderes e lutava com monstros. Pulou no sofá, se esgueirou por debaixo da mesa e correu se esconder atrás da cortina, pegaria o inimigo de surpresa. Mas nisso, sua espada decapitou uma estatueta e arrancou o nariz de outra, atingiu o vaso de coleção, pulverizou louças chiques, tirou uma lasca do bibelô de cristal, amassou o candelabro de prata e fez o abajur do século passado se espatifar no chão!

O netinho fazia um favor à avó. Destruía demônios, desmaterializando formas-pensamento cristalizadas, fazendo uma limpeza geral na sala de visitas cheia de objetos carregados de energias nauseabundas que causavam calafrios, mal-estar, desânimo e atrapalhavam o sono. Mas vovó não sabia de nada disso. O sangue subiu-lhe à cabeça. Cataria o moleque pelo braço, lhe daria uma bela surra e o expulsaria dali. Porém, diante de um possível ataque a uma alma pura e inocente, o universo acudiu. Mandou luz para o coração da senhora, que então reparou no olhar limpo e brilhante do pequeno. Como brigar com o netinho?!

Vovó se rendeu à pureza que havia feito uma faxina em sua sala de visitas e em seu campo de energia. Dormiu bem aquela noite. O netinho a havia salvado de monstros terríveis que viviam atormentando-a e infestando seus sonhos.


#miniconto #conto #pureza #criança #infância #brincadeira #vida #arte #coleção #estatueta #colecionador #demônios #formaspensamento #astral #neto #avó #pureza #ingenuidade #pequeno #espontâneo #consciência #mente #pensamentos #literatura #literaturanacional #literaturacontemporânea #Leia #LeiaLiteraturaNacional #projetoecoliterário #mulheriodasletras #autoranacional #autornacional #reflexões #inspiração #textosqueinspiram #livros #leitura #leitores

0 visualização
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W
  • Twitter B&W